Sindrome de Wobbler

O que é Sindrome de Wobbler?

A Sindrome de Wobbler, ou espondilomielopatia cervical, é basicamente uma estenose do canal vertebral. As raças mais acometidas por essa doença são Dobermann e Dogue Alemão, pois seu crescimento rápido pode gerar uma má formação nos ossos.

 Essa doença geralmente começa a se manifestar após outras doenças afetarem o pet, como a hérnia de discos e hipertrofias.

 

Como saber se meu pet tem Sindrome de Wobbler?

O sinal clínico mais comum da Síndrome de Wobbler é a ataxia proprioceptiva dos membros traseiros. Em outras palavras, não coordenação motora, como passadas de amplitude extrema ou muito reduzida.

 

Como diagnosticar a Sindrome de Wobbler?

Após notar sinais os clínicos (como passadas diferentes, rigidez das patas, e também inchaço nas pernas) é muito importante levar seu pet ao médico veterinário para uma avalição neurológica. Através da análise dos sintomas, o diagnóstico com exames complementares, como ressonância magnética e Raio X, pode ser realizado. 

Qual o melhor tratamento para Sindrome de Wobbler?

Ao notar sinais da doença, o repouso é altamente recomendado até avaliação definitiva por um médico veterinário. A fisioterapia é uma ótima aliada, e atua como regeneradora de neurônios da região afetada. Em alguns casos, o tratamento cirúrgico também pode ser recomendado.